6 dicas para melhorar as suas gravações

Este é um tema que vai completar a nossa publicação anterior (caso não tenha visto ainda, clique aqui!)

Você seguiu as nossas dicas e não conseguiu atingir um resultado satisfatório? Então vamos ver mais alguns pontos que podem ajudar a melhorar as suas gravações no seu Home Studio.

1 – Cabos de qualidade
É imprescindível que todos os cabos que você esteja usando sejam de qualidade. Cabos ruins farão com que você perca sinais e frequências, que depois, mesmo que você tente equalizar, não conseguirá chegar no resultado esperado. Isso porquê aquele som que você está buscando não chegou a ser captado, devido a perda de frequências. Invista em cabos de qualidade. Sempre!

2 – Energia elétrica e aterramento
Outro detalhe muito importante e que poucos tomam o devido cuidado. Normalmente as pessoas escolhem aqueles espaços que ninguém usa na casa para montar um Home Studio. As vezes é um quarto, ou o quartinho da área de serviço, ou aquele espaço embaixo da escada. Enfim, são locais onde as vezes existe uma única tomada disponível. E aí, acaba tendo de recorrer ao uso de extensões e multiconectores, distribuindo a energia por diversas etapas, ignorando o aterramento, o que acaba muitas vezes gerando ruídos indesejáveis. Nestes casos, o ideal é chamar um eletricista para disponibilizar mais conexões de tomada e aterrar essas conexões, para que você tenha todos os seus equipamentos sejam devidamente aterrados. Você notará uma grande diferença.

3 – Captação do áudio
Outro fator que contribui bastante para a qualidade de sua gravação é a forma como o áudio é captado. E normalmente o problema fica com a captação de microfones. Estes problemas podem ter uma série de causadores que vão, desde um microfone ruim ou com problemas, passando pelo cabo (como dito acima) e até a sua própria interface. Se o seu microfone e o seu cabo são de qualidade, ainda podemos esbarrar também no problema no preamp da sua interface de áudio. Atualmente as interfaces possuem bons preamps mas as mais antigas podem deixar a desejar. Se for o seu caso, procure testar um preamp externo. Ele pode trazer aquela presença que você não está alcançando. O mesmo vale para os instrumentos como violões, guitarras, baixos, baterias, metais e etc. Ah! Um preamp valvulado pode trazer uma coloração incrível para as suas tracks. Vale a pena fazer o teste.

4 – Posicionamento dos microfones
Você ainda pode estar cometendo alguns erros de posicionamento de microfone. Procure testar em diversas posições, fazendo alguns takes de teste e ouvindo. Com certeza você encontrará um ponto em que o timbre ficará do seu gosto. Este será um assunto que abordaremos mais profundamente aqui no site muito em breve.

5 – Resolução de gravação
Tenha certeza que você está usando todo o potencial de sua interface. Procure gravar em 24bits e explorando o melhor que a sua interface possa oferecer. Lembre-se de deixar o volume de gravação no máximo, mas sem clipar, OK?

6 – Vocal Booth e Pop Filter
Para quem não possui uma sala tratada acusticamente, um Vocal Booth, uma espécie de escudo anti reverberação pode ser um ótima solução para a ressonância de sala que acaba prejudicando as gravações de vozes e violões. Outro item que pode ajudar na gravação de vocais é o pop filter. Trata-se de um protetor de metal ou tela de tecido que é usado em frente ao microfone. Ele filtra os sons de “P” e “B” e da respiração na captação de voz. Experimente!

vocal booth

Se você ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários ou nos envie um e-mail para falecom@homestudiobrasil.com.br. Teremos o maior prazer em ajudá-lo.

E faça seu cadastro para receber em seu e-mail as nossas novidades. 🙂

Deixe uma resposta